MENSAGEM

Caros sócios, conselheiros e amigos do Santos FC.

Na linha de que ninguém é candidato de si mesmo, ingressamos na reta final desta histórica eleição à presidência do Santos movidos pelos pedidos de sócios e conselheiros, além de torcedores, o que culminou com a formação de um grupo idealista, independente, sério, ético e forte junto à ONG Santos Vivo.

Histórica porque mudará os destinos de nosso clube, trazendo de volta a união entre todos aqueles que realmente amam o Santos, e, com isso, a ousadia que sempre fez parte de todos os momentos decisivos que vivemos ao longo do tempo.

Entre outros desafios envolvendo o clube, conseguimos a recuperação de seis títulos brasileiros diante de todas as dificuldades, um trabalho de cerca de 10 anos, período no qual fomos zombados até por alguns santistas que não acreditavam no nosso êxito. Era impossível? Fomos lá e fizemos!

Montamos uma subsede do Santos FC em São Paulo, com a cessão gratuita de minha casa no bairro do Pacaembu por cerca de cinco anos. Ocupei o cargo de Diretor da FPF (Federação Paulista de Futebol), onde representei o clube por cinco anos. Desde 2009, sou o CEO (Diretor Executivo) do G4 Aliança Paulista, empresa que representa em condição de igualdade os 4 grandes clubes de São Paulo em negociações comerciais que envolvam interesses comuns.

Desta forma, sinto-me preparado para assumir essa responsabilidade, consciente de que essa tarefa exigirá experiência, idealismo, determinação, ética e transparência, sem falar da honestidade que mais que uma virtude, é obrigação de todo ser humano.

Nossa campanha será limpa, honesta e respeitosa, à altura de nossas tradições.

Manteremos, acima de tudo, os interesses do Santos.

Neste período em que decidíamos nossa posição no grupo de reconstrução do clube, trabalhamos incansavelmente para coletar propostas capazes de elevar o clube ao topo do futebol brasileiro e mundial, de onde jamais deveria ter saído.

Elas vieram maciçamente de comissões, sócios, simpatizantes e torcedores.

Hoje, é com orgulho que entrego aos senhores a Plataforma Administrativa que, se eleito, começaremos a implantar no clube, visando modernizá-lo, organizá-lo e, principalmente, torná-lo mais transparente. Ela contempla inúmeras áreas, mas continua aberta para novas sugestões, porque o programa de trabalho deve ser dinâmico, como a própria vida, e adaptar-se às realidades da sociedade. Só tenho, hoje, que agradecer os apoios que se somaram ao longo da jornada. E estou confiante na vitória.

As urnas, no próximo dia 06 de dezembro de 2014, expressarão a vontade de mudanças que vicejam em cada um de nós.

José Carlos Peres